quinta-feira, 10 de junho de 2010

E SURGIU UM DIA ESPECIAL

Crónica nº.118 aos 6 de Junho 2010

Para Engenhocando2.blogspot.com

e-mail
ct1dt@sapo.pt

Por esta é que eu não estava à espera !
Em Maio último, a minha grande amiga Ana Ramon, do blog Paixão dos Sentidos com quem mantenho correio quase diário desde há anos, começou a pedir-me fotos das publicadas anteriormente, mas se possível com melhor qualidade. Surpreendido, lá andei pelos muitos albuns que possuo, à procura delas, e tendo descoberto muitas outras, fui enviando via e-mail para ela, que vive a uns 200 Km de mim.

Mas para que desejaria outras imagens e de melhor qualidade?

E pedia uma foto de mim em novo... e depois outra um pouco mais velho, e uma da minha falecida esposa… Que diabo estaria ela a fazer?
Fui sempre respondendo o melhor que sabia e podia, porque as fotos que eu possuía, eram todas dos tempos do preto e branco e muito pequenas, e ela sempre insatisfeita com a má qualidade de algumas delas, e eu retocava, dava mais luz, mais contraste, eu sei lá… mais tarde perguntou-me se poderia alterar alguns parágrafos, algumas expressões, porque achava que ficariam mais "doces" do que aquelas que eu havia escrito...

Pior, pensei eu, pois se já está tudo impresso nos blogs, porque quereria ela "adoçar" certas coisas dos meus escritos?

E um dia ela confessou-me de que havia gostado tanto dos meus escritos, que aquilo devia ser impresso em livro!

Ainda fiquei mais surpreendido, por adivinhar um trabalho tremendo, para dar uma reviravolta nos mais de 100 artigos publicados porque as crónicas estavam salteadas, e umas vezes falava dos tempos da minha Escola Primária, outras de episódios em adulto e outros muito mais velho, e havia que lhes dar uma sequência no tempo para se tornarem simples e agradáveis de ler.
Para ela poder fazer este trabalho, teria de ler todos os artigos e estudar a forma de os ligar, trabalho que ela me confessou, nunca ter feito, mas que gostaria de experimentar.

- Oh Ana! - dizia-lhe eu - Isso é tão complicado que lhe vai rebentar com a paciência!

Mas como ela sempre foi muito persistente, foi para a frente com o projecto, lendo e relendo, chegando ao ponto de pedir ao marido, o Sr. António Figueiredo, que lhe lesse muitas das crónicas, para ela ir observando e tomando nota da "doçura" necessária a implantar.

Mas um dia, de conversa com um nosso comum amigo, o Silvio Leiria, também radioamador mas com indicativo CT1BPT, e que já havia empurrado a ARR (Associação dos Radioamadores do Ribatejo) e outros colegas para colocarem o meu falecido irmão Carlos Mar Bettencourt Faria como patrono desta associação, e sabendo ele do que estava a fazer a Ana Ramon, achou que seria interessante fazer-me uma homenagem oficial e aproveitar esta oportunidade, para distribuir alguns exemplares da minha obra do ENGENHOCANDO, por aqueles que estivessem interessados.

A Ana ia morrendo de susto, pois ainda não tinha acabado o seu projecto, mas logo aderiu à ideia e vai de "carregar no acelerador a fundo", para que nesse dia 6 de Junho, essa homenagem fosse possível...

Conseguiu que uma tipografia lhe fizesse um preço razoável e depois de lhe entregar o trabalho, deslocou-se uma série de vezes para acompanhar de perto toda a execução e poder corrigir tudo o que fosse necessário.

E tudo em grande segredo! Isto é que ela é uma Mulher !

Mas ela e o Silvio não me queriam mostrar nada do livro para a minha surpresa ser ainda maior. E somente me apresentaram um, poucos dias antes da homenagem para eu poder ler antes dos outros.

O Sílvio foi abordar o Presidente da Câmara de Benavente, Sr. José Ganhão, para ver a possibilidade de seguirem com esse evento usando o Cine Teatro de Benavente e depois o Parque de Campismo para um piquenique festivo.

"Ainda bem que me lembra isso, porque também estou interessado em oferecer-lhe uma medalha pelos bons serviços prestados à Protecção Civil " – disse o Presidente da Câmara.

Convidaram mais de 20 associações e todos os radioamadores possíveis, para estarem em Benavente, o que veio a acontecer na data prevista, com mais de 300 pessoas, estando na mesa de honra o Presidente da Câmara de Benavente, José Ganhão, a engenheira Luisa da ANACOM, o engenheiro Adelino da revista QSP e um velho amigo já laureado e da minha idade, o meu amigo professor Martinho e... eu, claro!

O meu amigo Sílvio, foi o Mestre de Cerimónias e tinha tudo bem controlado, usando um valente projector de cinema com imagens retiradas dos meus blogues e que foram muito aplaudidas.



No fim dos discursos, eu pedi uma salva de palmas para a minha grande e adorável amiga Ana Ramon e esta foi convidada para subir ao palco e fazer os seus comentários sobre a minha pessoa... e levando também muitas palmas.


No final dos discursos, todas as pessoas se dirigiram para a mesa onde estavam expostos vários exemplares do “Engenhocando” para os adquirir



e depois subiam ao palco para me pedirem para autografar.


Seguidamente dirigimo-nos para o parque de Campismo, onde já estava um porco a ser assado e foi um momento de grande confraternização e alegria



O CT4QP fez a reportagem fotográfica de todos os acontecimentos e estou confiante de vir a possuir um CD, para eu poder recordar, assim como a minha numerosa família, os vários momentos daquele evento tão raro na vida duma pessoa tão simples como eu sempre fui e sou.
Bem espero que não venha isto a ser o "Canto do Cisne".

E os amigos que pretendam adquirir o livro, podem entrar neste endereço:
http://www.ct1arr.org/ e clicar em cima do livro para poder proceder á encomenda.

16 comentários:

Anabela disse...

Foi um dia e tanto, não é verdade, Mário?
Fico muito contente por si e acho que a homenagem foi justa.
Beijinho,
Anabela

Escrevedeira disse...

Caro amigo das letras,e cá do outro lado do oceano ,também gosto de escrever ,não crônicas que não sou boa nisso ,mas as idéias que me assomam à mente quando de meus estudos religiosos e folisóficos.Inda agora acabo de entrar em contato com seu ENBENHOCANDO,prometo ir devagar lendo as postagens mais antigas , mas tua figura simpática já me cativou, talvez possamos por aqui trocar algumas idéias acerca das belas letras.Se quizeres ler meus acanhados textos é só entrar em -praquemgostadepensar.blogspot.com.Deixo meu fraterno abraço! Cláudia.

Joaquim Antonio disse...

Embora eu já conhecesse as histórias de as ler no ENGENHOCANDO e de mas ter contado nos QSO de rádio, li o livro com muito interesse,especialmente a odisseia dos seus avós madeirenses. Tentei associar esses avós ás pessoas que na ilha conheci com o apelido Bettencourt e devo dizer-lhe que todos eles eram amantes da música , pelo que esse gosto deve ser heriditário. Um grande abraço e longa vida. Joaquim Nogueira

Joaquim Antonio disse...

Caro Mário : Peço-lhe desculpa pelo lapso ortográfico que deixei no meu comentário anterior
Joaquim Nogueira

CT1ENQ disse...

Tenho lido alguns dos seus textos nos blogues "Engenhocando" mas recebi hoje o livro que encomendei via CT1ARR. Vai ser certamente um bom companheiro durante os próximos tempos.

A primeira vez que tive contacto, unilateral, consigo foi há muitos anos através da RTP1. Era eu uma criança e felizmente vi alguns dos vários programas denominados "Chamada Geral" que passavam na programação dedicada aos miúdos, vá-se lá saber porquê. A verdade é que de certa forma contribuiu para o que sou hoje.

Para quando o segundo volume? :)

73 de CT1ENQ - José Miguel Fonte (Guimarães)

Yolanda disse...

Meu querido amigo, foi uma homenagem maravilhosa que lhe fizeram e posso imaginar toda a sua emoção. Ao mesmo tempo, apesar de tanta alegria, algo faltava.... sua esposa, não é verdade? Assim sua alegria seria completa.
Gostaria muito de poder estar presente e teria o maior prazer em receber um exemplar de seu livro. Vou ver como fazer para lhe transferir o dinheiro para você me enviar um exemplar.
Meus parabéns e um beijo carinhoso.
Yolanda

engenhocando disse...

Oi querida amiga do outro lado do Atlântico, no Brasil
É muito simples adquirir este livro do ENGENHOCANDO, indo a CT1ARR.ORG/ e estão lá vários métodos.
Fico muito lisongeado que se tenha sentido atraída pela sua leitura, pois foi feita de forma a ficar presa à sua leitura, sorrindo umas vezes, e chorando, noutras.
Esta homenagem ultrapassou em muito, o que qualquer pessoa estaria à espera.
Com o carinho do
Mário Portugal

Escrevedeira disse...

Caro amigo, daqui envio-te um poema de nossa grande Cecília Meireles.
Parece-me que ela colocou em sua pena, a voz de todos os amantes das letras deste mundo.

SONETO ANTIGO

Responder a perguntas não respondo.
Perguntas impossíveis não pergunto.
Só do que sei de mim aos outros conto:
de mim atravessada pelo mundo.


Toda a minha experiência,o meu estudo,
sou eu mesma que, em solidão paciente,
recolho do que em mim observo e escuto.
muda lição,que ninguém mais entende.


O que sou vale mais do que meu canto.
Apenas em linguagem vou dizendo
caminhos invisíveis por onde ando.


Tudo é secreto e de remoto exemplo.
Todos ouvimos,longe, o apelo do Anjo.
E todos somos pura flor de vento.

Cecília Meireles

Lorêny Portugal disse...

Olá! sou do Brasil e também tenho o sobrenome "Portugal"... Ser´qa qeu somos da mesma genealogia?

Beijos!

Lorêny Portugal Rios da Costa!

Escrevedeira disse...

Caro amigo,penso que confundistes as brasileiras que seguem o engenhocando.Eu a escrevedeira do blog,para o qual enviaste um comentário,chamo-me Cláudia, e o escrevedeira é por acreditar na simplicidade das palavras escritas com o ceração,não me arvoro assim em escritora que não sou,apenas gosto de escrever e talvez com meus escritos contribuir para que os pessoas comecem a refletir em seus caminhos nesse mundo,. Quanto a simplicidade sou também pessoa muito simples,sou dona de casa ,cuido dos afazeres domésticos, de um gato, uma cadela,e uma linda família de 5 pessoas.Como vê não posso passar do que sou ,uma escrevedeira que escreve com amor,sem nenhuma pretenção.Minha vida é muito modesta,mas o amor ao pensamento com lucidez me fez seguir esse novo caminho de publicar nessa interessante rede de contatos,os textos pequenos que ás vezes me ocorre escrever, dividindo com os outros o que me anima nos meus momentos de reflexão.Quanto a olhar olho no olho ,sou só isso mesmo, uma jovem senhora ,dona de casa que gosta de pensar e de escrever.Adorei a crônica em que inicias com a foto do galo meio depenado,acho que na alma andei meio daquele jeito,mas novas plumagens ,já vão me recompondo,vindas de amizades como a sua e da alegria em viver com tudo de maravilhoso que Deus nos permite vevenciar no dia a dia.

wej disse...

great blog!
-Visit My Blog
or avail
Apple iPad MB292LL/A Tablet (16GB, Wifi)

R. Hugo disse...

Engenhocar é essencial, companheiro!

Flora Maria disse...

Cheguei até aqui pelo blog da Rute, o "Publicar para Partilhar" e fiquei surpresa e encantada com suas histórias, sua vida, suas "engenhocas" !

Parabéns pela merecida homenagem, Mário. Foi um prazer conhecer você !

RUTE disse...

Querido Amigo Mário,

isto são blogs a mais para um homem só!

Temos de compilar todos os artigos num só! Não é Ana Ramon??

O http://engenhocando.blog.com/ já ficou livre da virose!! Mas durante uns tempos não pode receber comentários :(

Beijinhos e muita saúde,
amigo Mário, o resistente!
Um exemplo a seguir!!
Rute

engenhocando disse...

Muito grato por tanta gentiliza e realmente não deve ser nada fácil englobar os escritos do blog.com, em engenhondo2.blogspot.com !
Se for possível, gostaria de trocar o tipo de letra usado em alguns artigos, para uma medida mais confortável.
Carinhos do
Mário

Correio de Azambuja disse...

Grande Mestre
Descanse em Paz.
Obrigado por tudo!
Rádio Ribatejo