terça-feira, 24 de julho de 2007

E FUI CONVIDADO PARA SER PADRE...


Estava eu em 1949, internando num Sanatório, mas já em vias de cura, quando um grande amigo que também lá foi parar por esta altura, doente, de nome Fernando Gomes da Costa e que era mais ou menos da minha idade. Ele era duma família muito respeitada na Anadia, os "Irmãos Unidos" que forneciam Champanhe para todo o lado e tinham enormes adegas recheadas de pipas de belos vinhos e espumantes. Assim, quando já estávamos ambos benzinho, ele me convidou para ir fazer umas férias em sua casa e assim eu fui conhecer a sua excelente e simpática família e conhecer a sua terra, a Anadia.

Aquilo era realmente muito bonito e ele, sabendo que eu nunca tinha ido de férias a lado algum, presenteou-me com viagens de passeio a todas as zonas turísticas daquela fabulosa zona, com as suas termas, o palácio do Buçaco, com os seus lindíssmos jardins, as Termas, eu sei lá que mais, além de Leitão da Bairrada e tudo muito bem regado com os belos vinhos da região.

No Caramulo, ele havia construído um minúsculo emissor com as bobines enroladas em dois frascos de Estreptomicina, e lá íamos conversando muitos horas sobre a electrónica que nos estava a apaixonar, embora clandestinamente a usar o extremo das Ondas médias.

Muitos anos mais tarde, vim a saber que ele estava como Engenheiro Director da Estação de televisão da RTP, do Trevim, onde se manteve até atingir a sua reforma. Que belo amigo eu havia de ter, e como lhe estou grato pelo carinho que me dispensou e muito em especial a sua simpática mãe e pai !

Mas certo dia, na Anadia, ele foi convidado para assistir a um casamento de pessoa amiga, e desejou levar-me, embora sabendo que eu não conheceria ninguém da festa e talvez fosse uma estopada, mas mesmo assim, eu lá fui, até porque não tinha outra escolha...

Quando chegou a boda, a malta entrou toda de rompante pela enorme sala e eu fui ficando para trás, a ver se no fim, ainda haveria algum lugar para me assentar, mas fiquei radiante ao ver que na ponta dum "T", estava um padre muito novo, e muito simpático, talvez com mais uns 4 ou 5 anos do que eu, e até tinha assistido ao casamento, e tinha lugar vago a seu lado.

"Ora aqui estou eu nas minhas 7 quintas ", pensei eu, porque sempre me havia entendido com os padres que sempre me haviam parecido pessoas respeitáveis, boas conversadoras, bons ouvintes, bons faladores, inteligentes e até pacientes, mesmo que em qualquer altura da conversa, eu pudesse levar algum sermãozinho...

Mas aquilo não podia ser melhor ! A pouco e pouco, ele se interessou pela minha vida e veio a saber que eu estava num sanatório, embora já sem perigo de contágio e a conversa se animou imenso ! Nunca mais prestámos qualquer atenção ao barulho e altas conversas que se estavam a ouvir pela sala e ali estávamos muito entretidos os dois, como bons amigos de há muitos anos.

Foi por esta altura, no meio duma cantoria que encheu a sala, que me lembrei de meu pai, com quem talvez eu me parecesse e que, quando eu tinha 10 anos, me fazia cantar só para ele...aquela linda canção de Coimbra, chamada SAMARITANA, muito em voga naquela época, e que muitas vezes tive de cantar, para fazer as pausas necessárias e prolongadas, até que ele ficasse satisfeito. Eu sabia lá quem eram as Samaritanas, música muito admirada na época e cantada magistralmente por um jovem Dr. de Coimbra, Edmundo Bettencourt.

Lá em nossa casa, nos Ginetes, em S.Miguel, Açores, eu tinha 10 anos, mas todos diziam que tinha uma voz muita afinadinha... Só que, quando meu pai me pedia para eu cantar a Samaritana, toda a minha família abalava, sem eu entender o porquê... mas bastava-me cantar para meu exigente pai, já ficava satisfeito.




E a letra era assim:


Dos amores do redentor

não reza a história sagrada

mas diz uma lenda encantada

que o bom Jesus sofreu de amor.

Sofreu consigo e calou

sua paixão divinal

assim como qualquer mortal

um dia de amor palpitou.

Samaritana plebeia de Sical

Alguém espreitando te viu Jesus beijar

De tarde quando foste encontrá-lo só

Morto de sede junto à fonte de Jacob.

E tu risonha acolheste

o beijo que te encantou

Serena, empalidesceste

e Jusus Cristo corou.

Corou por ver quanta luz

irradiava da tua fronte

quando disseste ó bom Jesus

'Que bem eu fiz, Senhor, em vir à fonte'


Só muito mais tarde é que vim a prestar atenção à letra e entendi o porquê da minha mãe e avó, profundamente religiosas, fugirem do pé de mim, lá para bem longe, e levando com elas as minhas irmãs, também muito religiosas, para que ninguém conseguisse entender a letra da canção...

Na verdade, eu nunca havia sido muito católico, tal como meu pai, e até embirrava bastante com os enterros e com tudo quanto falasse de mortos. Para mim, só a vida contava e a amava desesperadamente.

Também doente, nessa época, no sanatório onde tive de estar 5 anos, o Sanatório Central, havia um médico muito novo e que tocava maravilhosamente guitarras de Coimbra, e se chamava ( e chama, se ainda estiver vivo) Amaro da Silva Rosa, que eu tentava acompanhar à viola, mesmo no quarto do sanatório, onde se reuniam vários doentes, ao serão. Eu era o mais novo. Outros eram médicos, pintores, caixeiros viajantes, funcionários bancários, técnicos dos CTT, etc. Era uma claque de malta muito vivida, galhofeira e de trato muito fino.

Mas a certa altura do referido casamento, no meio dumas garfadas de saboroso leitão assado e belas bebidas, ainda disse ao Sr.Prior que não entendia aquela história dos jejuns e de não se poder comer carne à sextas feiras, e dos pecados mortais, e da bula,...mas ele ouviu sempre com um sorriso estampado no rosto. O padre era mesmo simpático ! Tenho pena de já não me lembrar do seu nome...que excelente pessoa !

E seguia eu com as minhas dúvidas quanto às confissões e aos Padre-Nossos, e aos castigos divinos, e ao Inferno e ao Céu e aos pecados mortais, etc. quando a certa altura ele me pergunta:

"Porque não vem estudar para padre ? "

Fiquei um tanto atónito, especialmente por ter estado a dizer que não acreditava em muitas coisas da religião e até estar do contra, que desejava fazer da minha vida muita coisa científica, casar, etc.

Aí, ele me disse: "Pois como padre, poderá ter isso tudo, à excepção de casar e ter filhos ".

"Tá a ver, Sr. padre", respondi eu de imediato: " Eu sinto imensa necessidade de liberdade e vivo sonhando em um dia ser casado e ter os meus filhos, para os ajudar a entender a vida e a procurarem saber os porquês de tudo o que nos rodeia ", respondi eu, e ainda acrescentando: "Mas mesmo assim, com tantas dúvidas quanto a tantos dogmas, ainda continua a convidar-me para estudar teologia ? Porquê ? ".

Aí o meu simpático companheiro, parou uns segundos enquanto tentava engolir mais um pedaço de leitão, talvez ainda mal triturado...e seguido dum golo de belo vinho, e respondeu-me:

"Pois é especialmente por o ter ouvido e saber o que pensa da religião, que lhe garanto, daria um bom padre, porque sabe pensar e exprimir-se com facilidade "...

Passados estes 58 anos, ainda penso naquele simpático padre que me disseram depois, que era Dr. em Teologia e Director dum Seminário em Leiria, se bem me lembro. Como eu gostaria de me voltar a encontrar com ele e podermos continuar aquela boa conversa na boda de Anadia... E oxalá que ainda seja vivo, embora certamente com alguns 85 ou 86 anos. Que Deus o proteja, assim como me tem protegido ! Mas se já faleceu, como eu já estou próximo do mesmo, talvez nos venhamos a encontrar um dia e continuar com as minhas caturrices... e ele sorridente, a ouvir-me...

43 comentários:

Anónimo disse...

Acabo de ler sua crônica no site do poeta Lima Coelho, um site literário premiado e considerado um dos melhores do mundo. Gostei muito.
www.limacoelho.jor.br/vitrine_literaria.php?pg=1
Meus cumprimentos,
Abraços e felicidade,
MARIANA RODRIGUES
são areias brancas/o terreiro de iemanjá/saias rendadas brancas. Pedro Xisto

Escrito por: Mariana Rodrigues em 2007/11/12 - 20:53:33

Anónimo disse...

Oi Mário, que bom que não aceitou, caso contrário não estaríamos nos deliciando com suas aventuras aqui no blog.

Escrito por: Antônio Luís de Paula Martins em 2007/11/12 - 21:03:04

Anónimo disse...

Vou tentar de novo deixar um comentário (porque aparentemente à 1ª não terei conseguido)
Vim até aqui pelo link no blog A Paixão dos Sentidos e gostei muito de como escreve.

Gabriela (ou dona-redonda.blogspot.com)

Escrito por: Anónimo em 2007/11/13 - 22:31:09

mario portugal disse...

Mariana Rodrigues,

Oi Mariana, ainda há bocado, desejei agradecer a cada pessoa, a tanta generosidade em me comentar tão delicadamente, os meus artigos, escrevendo a Mel.
Parece que não há jeito, mas sinceramente, o meu MUITO OGRIGADO pelas suas palavras que tão fundo entraram em minha alma.
Mário


Escrito por: Engenhocando em 2007/11/17 - 21:12:51

mario portugal disse...

Antônio Luís de Paula Martins,

Oi Antonio, talvez não fosse assim tão difícil, pois segundo o padre, eu poderia fazer tudo, menos casar e ter filhos...
Quem nos diria que passado tão poucos anos, iríamos ter a possibilidade de engenhar um Blog ?
Mas grato na mesma.
E já agora, via Google, procure ouvir aquela deliciosa canção Samaritana, talvez Fado de Coimbra. OK?

Mário

Escrito por: Engenhocando em 2007/11/17 - 21:16:59

mario portugal disse...

Olá Gabriela, que bom ter aparecido !
Desculpa a demora, mas tenho estado em constante troca de blogs, e só agora aqui vim.
Não deixes de ouvir o fado de Coimbra, em Samaritana, pois é das coisas mais lindas que se podem ouvir e te lembres dum garoto de 11 anos, que foi cantá-la aos pés da cama de seu pai moribundo...que morreu feliz !
E como poderás ver, vais encontrar imensos assuntos para falar no teu blog, com o decorrer dos anos.
A minha aflição é não saber como agradecer tantos comentários que estão a chegar de hora a hora...
Já agora onde é a sua terra ?

Beijos do Mário


Escrito por: Engenhocando em 2007/11/17 - 21:25:30

Anónimo disse...

Mais um belo artigo, perdemo-nos neste belo blog. Hoje vim ler o último artgº escrito. Faz de conta que é um livro (Existe sempre um faz de conta( Beijinhos e bom fim de semana amigo Mário. beijinho amigo (Comentar)


Escrito por: tibeu em 2008/02/14 - 19:34:32

Anónimo disse...

Tenho a certeza que também seria um excelente padre, Sr. Mário, mas teríamos perdido um excelente narrador de histórias e um exemplo de vitalidade para lá dos oitentas.
Continue que queremos saber tudo...
Um abraço.
Boaventura Eira-Velha (Comentar)

Escrito por: Anónimo em 2008/06/01 - 18:22:09

Anónimo disse...

Descobri este seu cantinho por acaso e ando perdida de amores por ele :-)
Gostaria de lhe propor uma aventura: será que podia enviar-me o seu email para MariaAlfacinha@sapo.pt ?
Aceite um abraço carinhoso

Escrito por: Maria Alfacinha em 2008/08/02 - 11:22:36

Mário Portugal Leça Faria disse...

Para conhecimento de todos os leitores, publica-se abaixo os 29 comentários publicados no site brasileiro Lima Coelho "http://www.limacoelho.jor.br/vitrine/ler.php?id=790" a propósito deste post "E fui convidado para ser padre"

Anónimo disse...

MARIO QUE BOM QUE O POETA LIMA COELHO LHE DEU ESTA OPORTUNIDADE DE SE EXPRESSAR AQUI. COMO JÁ CONHECIA SEUS ARTIGOS, ESTOU AQUI PARA REITERAR MINHA ADMIRAÇÃO POR VOCÊ, HOMEM VALENTE E DOCE AO MESMO TEMPO. SUA ADMIRADORA DE MACEIÓ-ALAGOAS-BRASIL
GINA
Comentário Enviado Por: GINA
Em: 19/11/2007

Anónimo disse...

Caro Mário, nós sabemos que você, como Maiakóvski, É TODO CORAÇÃO, os seus escritos bem dizem. E Isto só nos basta! Sobretudo porque para nós, tenho certeza, é um privilégio incomensurável tê-lo aqui consoco no Site Lima Coelho
.............
Nos demais - eu sei,/
qualquer um o sabe - /
O coração tem domicílio/
no peito./
Comigo/
a anatomia ficou louca./
Sou todo coração -/
em todas as partes palpita."
MAIAKÓVISKI, in Adultos==
http://poetas.mortos.sites.uol.com.br/maia.htm
Comentário Enviado Por: MEL
Em: 17/11/2007

Mário Portugal Leça Faria disse...

MEL...AJUDA AQUI O VELHINHO, mais uma vez, por favor.
Como bem sabe, eu sou um novato aqui no Blog do Coelho.
Acontece que acordei hoje às 3 da manhã e sem mais sono nenhum, ficando a pensar nas dezenas de leitores tão amáveis que se têm referido aos meus dois escritos.
Bem que eu gostaria de agradecer a cada um, a sua amabilidade, mas são tantos...
Como é costume agradecer tanta generosidade e carinho ?
Eu desejava dar um abraço apertado a cada um, mas não tenho braços que cheguem...
Será que bastará dizer o meu MUITO OBRIGADO A TODOS ?
Mário


Comentário Enviado Por: Mário de Portugal
Em: 17/11/2007

Mário Portugal Leça Faria disse...

Muito grato Mel, pela explicação e já aprendi que basta escrever depois de VITRINE=790, pois vai-se lá directo ao comentário. Um beijão do idoso Mário.
Comentário Enviado Por: Mário de Portugal Em: 17/11/2007

Mário Portugal Leça Faria disse...

Para os tão amáveis leitores do meu blog "engenhocando.blog.com", e do artigo "E fui convidado a ser padre", eu gostaria que ouvissem, via GOOGLE, uma das mais belas canções de Coimbra, SAMARITANA, aquela que eu, aos 11 anos de idade, tive de cantar, pela última vez, lavado em lágrimas, e com a máxima emoção, aos pés da cama onde meu Pai faleceu uns momentos depois, como seu último pedido. É só escrever samaritana, pela voz do Dr.Edmundo Bettencourt, que por acaso foi meu familiar.
Comentário Enviado Por: Mário de Portugal
Em: 17/11/2007

Anónimo disse...

Caro Mário, realmente a cada nova primeira página, no geral duas novas postagens, ou mesmo apenas uma, a matéria que já estava postada vai para a página seguinte. É automático, pois é o programa do site quem faz isso. O poeta Lima Coelho já deve estar providenciando que o Site seja manejado por um novo programa de computador que tenha índice. Ai a vida de todo mundo será facilitada, pois cada autor(a) aparecerá no índice e bastará a gente clicar na página certa. Esperamos que em breve. Mas por enquanto, é trabalhoso mesmo, mas sabendo que a cada nova página o que já estava aqui vai para a página seguinte, facilita, não é?m
Comentário Enviado Por: MEL
Em: 15/11/2007

Mário Portugal Leça Faria disse...

Oh joias do Brasil
Este blog de Lima Coelho, é realmente o máximo !
Mas como estão sempre a entrar novos mails, eu gostava de saber como encontrar rapidamente, os meus artigos editados, sem ter de andar à procura entre milhões... Será possivel saber como ? Lembrem-se que já tenho 80+4/12 e estou admirado com tantos amáveis comentários aos meus escritos, uns escritos a rir e outros a chorar. Será que estou mesmo chegando ao fim da minha vida e sou tão tonto com estas coisas da NET ?
Comentário Enviado Por: Mário ct1dt@sapo.pt
Em: 15/11/2007

Anónimo disse...

Adorei
Comentário Enviado Por: Lenira Dias
Em: 14/11/2007

Anónimo disse...

Mááááááário, que maravilhoso e divino ler seus relatos de vida. Li os dois e espero encontrá-lo mais vezes por aqui. Esse poeta Lima Coelho, é todo coração. Mesmo!
Comentário Enviado Por: Madalena Procópio
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Mário, fiquei encantada com vc e suas histórias. Bem-vindo ao site Lima Coelho
Comentário Enviado Por: Mirela Soares
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Que maravilha, um homem aos 80 anos com tanta energia e lucidez para escrever sua meméorias.
Comentário Enviado Por: Teresinha Rocha
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Puro show!
Comentário Enviado Por: Irene Rendeiro
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Poeta Lima Coelho, que show o que escreve o Mário. Parabéns por nos apresentá-lo aqui no site. Espero encontrá-lo mais vezes por aqui. Ele é cintilante, como diria a MEL
Comentário Enviado Por: Dorinha do Anil
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Poeta Lima Coelho, o que faz a diferença do seu site é esse coração enorme que vc tem para abrigar e projetar a boa literatura que não tem onde se expressas e que também fica perdida na internet. Parabéns por nos apresentar uma figura humana da estatura do Mário. Que relato mais bonito e cheio de vida.
Comentário Enviado Por: Raimundo Cordeiro da Silva
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Mário, meus parabéns pela beleza com que escrevese tuas memórias
Comentário Enviado Por: Maria Betânia Pacheco
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

A palavra mais adequada é mesmo EMOCIONANTE!
Comentário Enviado Por: Talita Souza
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Muito interessante e emocionante os seus relatos e os eu blog
Comentário Enviado Por: Zenóbia Monteiro
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Minhas deferências, amigo.
Comentário Enviado Por: Túlio
Em: 13/11/2007

Anónimo disse...

Mário, fiquei emocionada e feliz ao ler um pouco de sua vida
Comentário Enviado Por: Maria Consuelo
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Fiquei encantada com o mhário e com o que ele escreve. Que maravilha
Comentário Enviado Por: Luiza Madeira
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Mário, meus cumprimentos.
Comentário Enviado Por: Alberto Carrão Lambertuci
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Obrigada por compartilhar sua vida conosco
Comentário Enviado Por: Márlia
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Encantada com a crônica do Mário. E muito feliz que ele possa nos contar tanto de sua vida. Adorei.
Comentário Enviado Por: Zélia Cutrim
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Estou encantado com o Mário. Parabéns ao poeta Lima Coelho por nos proporcionar o destaque do que escreve o Mário.
Comentário Enviado Por: Marcelo Freitas
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Adorei. Que bonito um oitentão na ativa na web
Comentário Enviado Por: Daniela Mascarenhas
Em: 12/11/2007

Mário Portugal Leça Faria disse...

Olhe Rafaela , acabei de receber informação de que este blog estava a publicar artigos de outros Blogs e vim ver.Como pode calcular fiquei muito lisongeado com as suas tão amáveis palavras. No meu blog Engenhocando.blog.com, já tenho uns 80 artigos onde conto imensas aventuras, desde a infância e até agora.Se gosta de rir, vá até lá. Xicoração do Mário
Comentário Enviado Por: Mário CT1DT@sapo.pt
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Bela crônica e belo blog
Comentário Enviado Por: Marcelo Freitas
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Belo texto!
Comentário Enviado Por: Raquel Coutinho
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

Mário você é um exímio contador de causos de sua propria vida. Visitei o seu blog e fiquei impressionada com seus 80 anos bem vividos
Comentário Enviado Por: Rafaela Andrade Vaz
Em: 12/11/2007

Anónimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

Anónimo disse...

Bonjour, engenhocando2.blogspot.com!
[url=http://viagramasbarata.fora.pl/ ] viagra [/url] [url=http://escialis.fora.pl/ ] cialis online[/url] [url=http://cialisespana.fora.pl/ ]vendo cialis en espana[/url] [url=http://cialises.fora.pl/ ]comprar cialis en espana[/url] [url=http://cialismedica.fora.pl/ ]vendo cialis [/url] [url=http://cialissinreceta.fora.pl/ ]venta de cialis [/url]

Anónimo disse...

http://goggoofgle.com

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,